Doença celíaca e a depressão

Muitos doentes a quem os antidepressivos não surtiram efeitos, ao começarem a evitar alimentos que contêm glúten, os sintomas fisiológicos desaparecem. O Dr. Greenblatt afirma: “ A doença celíaca por diagnosticar pode exacerbar os sintomas de depressão. Deviam fazer análises a carências nutricionais, quem sabe se o diagnóstico não seria doença celíaca em vez de depressão?

Estudos da doença celíaca e depressão

Num estudo em 2007, investigadores Suecos avaliaram 14 mil doentes celíacos, comparando-os com mais de 66 mil casos de controlo saudáveis. Pretendiam verificar o risco de depressão no caso da existência de doença celíaca, bem como o risco de contrair doença celíaca pela depressão. Verificaram que os doentes celíacos tinham um risco superior de 80 porcento de depressão, e que o risco de obter um diagnóstico de doença celíaca nos indivíduos deprimidos era de mais 230%.

A Ariix lança no mercado um substituto de refeição, o PureNourish sem glúten ideal para os doentes celíacossubstituto de refeição

O PureNourish fornece 28% das necessidades diárias de fibras. Não tem lactose, soja ou glúten. Fornece 14 vitaminas e minerais, pró-bióticos (que melhoram o funcionamento dos intestinos) e enzimas digestivas (que facilitam a digestão). Fornece uma combinação de proteínas 100% vegetais (proteína de ervilha, de arando e de amêndoa)

Clique aqui para conhecer melhor o PureNourish!

Clique aqui para conhecer melhor a empresa ARIIX!

2016-12-29T06:13:43+00:00 June 5th, 2015|