Os perigos do leite de vaca

O leite de vaca apresenta fatores imunitários de ótima qualidade, mas para o bezerro. Estes fatores só funcionam para a mesma espécie. O leite de vaca não possui nenhum elemento imunitário que seja favorável aos humanos e a administração de alimentos ou suplementos pré-lácteos aumentam o risco de infeções.

Por que não tomar leite de vaca e evitar os derivados?

O leite de vaca é composto por proteínas alérgicas aos humanos: caseína, beta lactoalbumina e a alfa- lactalbumina. A digestão da alfa-lactalbumina é prejudicada pelo estomago segregar fosfatidilcolina, pela presença de polissacarídeos e é altamente resistente aos sucos gástricos, não sendo bem digerida. O leite também pode promover uma redução da acidez gástrica, diminuindo a digestão das proteínas.

Considerando a baixa digestibilidade das proteínas presentes no leite, pode-se supor que o consumo desse alimento e de seus derivados irá proporcionar uma maior exposição de tais proteínas não digeridas ao sistema imune, desencadeando uma resposta imunitária. As pesquisas já identificaram no leite mais de 25 proteínas alergénicas, cujo consumo regular pode promover um stresse do sistema imunitário, e conduzir ao APARECIMENTO DE DOENÇAS AUTO IMUNES como: hipotiroidismo de Hashimoto, diabetes tipo I e II, etc..)

Essa exposição pode ser facilitada pela presença de desequilíbrio da flora intestinal e hipersensibilidades intestinais que permitem a absorção de macromoléculas (proteínas não digeridas). Essas macromoléculas, no sangue, estimulam a produção de anticorpos; a reação de anticorpo e antígeno provoca a produção de histamina, pode promover reações de hipersensibilidade, e um estado de inflamação.

Sinas e sintomas da ingestão do leite de vaca:

Sintomas gastrointestinais: cólica, náusea, erupções e flatulência. Refluxo gastoresofágico, obstipação intestinal, síndrome do colón irritável, desordens cutâneas   (urticaria, dermatites), distúrbios de ansiedade, depressão, défice de memória, síndrome do pânico, otite, dermatite, rinite, obesidade, hipertensão, aumento da resistência a insulina, aumento da formação de muco, gastrite, enterocolite, dor de cabeça, enxaqueca, fadiga, artrite reumatoide, cistos ovarianos, diminuição da concentração, défice de atenção, hiperatividade, Parkinson.

IMPORTANTE: o glúten, presente no trigo, aveia, centeio e cevada também é uma proteína alérgica e inflamatória e pode desencadear os mesmos sinais e sintomas.

A ARIIX lança no mercado o MAGNICAL-D para colmatar o problema da falta de cálcio

O Magnical- D contém as formas mais absorvíveis tanto do cálcio como do magnésio. Também é enriquecido com nutrientes que são essenciais para a mineralização óssea como a vitamina C; de fato, há estudos que têm associado elevados níveis de vitamina C com maior densidade óssea. É importante salientar que todas as vitaminas e minerais dentro do Magnical-D são vitais para suportar e fortalecer os ossos e a saúde cardiovascular.

2016-12-29T06:13:42+00:00 August 28th, 2015|