Água da torneira e a sua qualidade

A DECO analisou a qualidade da água na rede pública.

Algumas análises demonstram que o tratamento das águas residuais elimina apenas parte dos químicos presentes na água. De entre eles estão por exemplo medicamentos e hormonas.

Ao não serem retidos, eles acabam por ser transportados pela água para os rios, lagos, ou infiltados nos lençóis freaticos. Pelo normal ciclo da água, terminam de novo na água que bebemos e que consideramos como potável.

água

Em França, por exemplo, um estudo publicado em 2009 demonstrou a presença de fármacos em 25% das amostras analisadas.

Em Portugal, não são efectuados rastreios de presença de medicamentos e hormonas na água da rede pública. A DECO investigou vestígios destas substâncias em 42 concelhos, e detetou resíduos de antibióticos na amostra de Valpaços.
Apesar de ter encontrado as águas isentas de bactérias, tal não se pode dizer igualmente de outras substâncias, como o ferro, o alumínio, o níquel e o arsénio. A absorção dos 2 últimos é particularmente preocupante: O níquel pode acumular-se em órgãos como os rins, o fígado e os pulmões, e causar danos. Arsénio está associado a problemas gastrointestinais, perturbações cardiovasculares e do sistema nervoso.

Fonte: Revista DECO Abril / Maio 2013

Puritii:

Uma solução de filtragem que lhe garante Água Limpa a qual lhe permite a ausencia de contaminantes orgânicos numa percentagem de 99.9999%, tais como virus, bactérias, fungos, protozoários etc, bem como substancias contaminantes inertes tais como metais pesados, ou mesmo substancias químicas tais como cloro, medicamentos, hormonas etc. Mais informação sobre puritii aqui.

Cores ARIIX

2016-12-29T06:13:55+00:00 April 15th, 2013|